O difícil e o impossível

Acreditamos que desde um passado distante e remoto a humanidade vive o dilema entre o difícil e o impossível. Esse impasse é comum e certamente ocorreu e ocorre aos nossos leitores das formas mais comuns que possamos imaginar. O que chamamos de fácil nada mais é do que aquilo que já conhecemos muito bem. E, perguntamos, seria possível praticar somente o que conhecemos bem e porque são momentos que acontecem com frequência? Mas, se pensarmos bem, veremos que algo somente se torna fácil depois de muito tempo de convivência com as ocorrências. Simplificadamente, o fácil é aquilo que já fizemos repetidas vezes.

Após as eleições de outubro passado fomos atingidos pelos programas e promessas dos políticos na busca de uma opção para conquistar a preferência dos eleitores na nossa sofrida e mutante administração brasileira. Mas os êxitos dos nossos Governos têm sido raros. Se realmente a administração pública se caracteriza por padrões fixados em normas e legislação ampla poderíamos dizer que seja fácil governar, devido às suas repetições?

Há tempos os estudiosos de administração tanto pública como privada estão dando importância a resultados conhecidos como gestão, ou seja, a área das ciências humanas que se dedica à administração de empresas e de outras instituições visando fazer com que alcancem os seus objetivos de forma efetiva, eficaz e eficiente. Assim traz, para o cenário da simples administração, os aspectos humanos dos recursos disponíveis na organização. A função de um gestor é tirar o melhor proveito das estruturas, das tecnologias, do capital e das pessoas para alcançar as metas da organização no curto, no médio e no longo prazo. Para isso, o conceito de gestão está baseado em quatro pilares: planejamento, organização, liderança e controle.

A definição das metas a serem atingidas, o planejamento dos passos necessários para alcançá-las e o diagnóstico e a resolução dos problemas que surgirem no percurso são algumas das tarefas da gestão. A estrutura administrativa de uma organização é formada por seus sistemas financeiro, comercial, logístico, social e tecnológico, dentre outros.

Assim, o administrador moderno não mais é simplesmente o feitor que estabelece regras e formas de se comportar, mas também aquele que entende estar em entidades humanas e lidando com assuntos humanos. Se a vida vai ser algo fácil, difícil ou impossível, isso vai depender de nós mesmos, do nosso comportamento e da nossa capacidade de nos entendermos entre nossos colaboradores tornando nosso pessoal em equipes sinérgicas, com todos a buscar juntos os objetivos fixados. Isso é o que constatamos nos empreendimentos de sucesso, que encontraram dificuldades impossíveis mas chegaram aos caminhos da prosperidade, não esperando o fácil para torná-los possíveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *